Lá em casa éramos sempre seis. - Entre os Meus Dias

terça-feira, 10 de outubro de 2017

Lá em casa éramos sempre seis.

Em minha casa éramos sempre seis.

O meu pai, a minha mãe, eu e mais três irmãos. Momentos tão bons aqueles, não era como hoje!havia algumas faltas, mas nunca de amor e atenção.

Depois casou o meu irmão mais velho dos rapazes,depois a minha irmã mais velha, eu casei a seguir,
ficou o outro irmão, que nunca casou.

O meu pai faleceu muito novo (52 anos) e há 3 anos,também o meu irmão que se tinha casado primeiro, nos deixou, também ele cedo demais, teria ainda uma vida pela frente.

Hoje tenho a minha mãe que está com o meu irmão, a minha irmã e eu, cada uma nas suas casas.

Frequento muito a casa da minha mãe, quero e preciso estar com ela, com eles.

E quando estou com eles e lá faço as refeições, à mesa de jantar que sempre existiu e continua no mesmo lugar, há sempre o lugar do meu pai e do meu irmão. Gosto de os imaginar ali e pensar quando estávamos todos.

Nunca estou sozinha, porque apesar de já só sermos quatro,sei que o meu pai e irmão,estão felizes por nós.

Se os queria ali? Claro que sim! 

Mas percebi bem cedo, (tinha 20 anos quando o meu pai partiu), que a vida é assim mesmo.

Enquanto eu for viva, eles estarão sempre presentes, na mesa em casa da minha mãe e na minha vida. 

13 comentários:

  1. Eu sei bem do que falas, também perdi o meu pai muito cedo.


    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  2. às vezes bate a saudade não é?
    Abracinho

    ResponderEliminar
  3. Uma família unida é a nossa maior bênção e força.

    ResponderEliminar
  4. Em certa parte, revi-me neste texto, mas no meu caso é em relação à minha avó!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só conheci uma avó a paterna e sim, também deixa muita saudade
      Jinho

      Eliminar
  5. O importante é que eles nunca vão abandonar o teu coração!

    Bjxxx
    Ontem é só Memória | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  6. Gostei muito do que escreveu!
    É importante aceitar e saber seguir em frente.
    Os que partem nunca nos deixam, estão sempre na nossa memória, no nosso coração, na nossa vida.
    Beijinho

    https://theincompletediary.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  7. Muito bom sentirmos que aqueles a quem amamos estão connosco mesmo que não seja fisicamente. Esse sentimento de pertença e de união é fantástico.

    ResponderEliminar